Publicado em 14/12/2016 às 11:00 AM

Fique linda neste final de ano com a Adela´s Hair Studio

Fique linda neste final de ano com a Adela´s Hair Studio

Gilson é um especialista em coloração e cortes infantis, Rosanna é uma expert em penteados e Francisco tem mais de 25 anos de experiência Gilson é um especialista em coloração e cortes infantis, Rosanna é uma expert em penteados e Francisco tem mais de 25 anos de experiência

Localizado em Boston, o Adela´s Hair Studio vem se destacando como um dos melhores quando o assunto é beleza feminina. O salão trabalha com os melhores profissionais da área e oferece à sua clientela uma vasta linha de serviços tais como cortes femininos, masculinos e infantil, penteados, escovas, tinturas e muito mais.

O Adela´s Hair Studio está oferecendo para este mês de dezembro, descontos de 20% em qualquer serviço, na primeira visita, e 30% de descontos nos produtos exclusivos Kerastase Loreal Paris.

Profissionais da Adela´s Hair Studio

Francisco, proprietário, tem mais de 25 anos de experiência trabalhando nesta área, que ele ama. Durante este período, nunca parou e sempre procurou expandir sua sede de conhecimento através de cursos e seminários.

Gilson tem mais de 10 anos de experiência em salão e é especializado em coloração. Ele também tem uma vasta experiência com cortes de cabelo de crianças.

Rosanna Miller, como muitos estilistas, descobriu seu amor por pentear o cabelo ainda nova. Ela recorda lembranças de fazer o cabelo de seus irmãos e sonhos de ser um estilista profissional. Rosanna tem mais de 7 anos de experiência de salão e continua a expandir seu conhecimento através de treinamentos avançados e seminários. Ela tem uma paixão intensa para a indústria de beleza como um todo e adora cabelo e maquiagem

Para mais informações, acesse o site www.adelashairstudio.com e se quiser faça uma reserva online. Contatos também podem ser feitos através do telefone (617) 723-2245. O Adela´s Hair Studio fica localizado no 92B Pinckney Street, em Boston, próximo à estação Charles MGH.

Fonte: Brazilian Times