Publicado em 07/03/2017 às 08:00 PM

Aos 18 anos brasileiro que esta preso por dirigir sem habilitação, será deportado

Após se envolver em um acidente de carro em New Hampshire, Eduardo Loch foi preso e juiz já determinou sua deportação.

Eduardo deve ser deportado nos próximos 45 dias. Eduardo deve ser deportado nos próximos 45 dias.

Na edição anterior, o Brazilian Times noticiou o caso do jovem brasileiro Eduardo Loch de apenas 18 anos, que se envolveu em um acidente de trânsito no final da tarde de quinta-feira (2) em New Hampshire ao levar um amigo até a casa da namorada.

Assim que os policiais constataram que o brasileiro não tinha habilitação e era um imigrante ilegal, chamaram os agentes do Immigration and Customs Enforcement's (ICE) e o prenderam. Ao buscar informações sobre o filho, Maria Nara, mãe de Eduardo, acabou voltando para casa com uma tornozeleira colocada pelos agentes de imigração.

Desesperada no sábado (4), Nara consultou-se com uma advogada de imigração que a alertou de que a “situação era crítica”. Na segunda-feira, dia 6 foi a primeira audiência de Eduardo, onde o juiz determinou sua deportação para os próximos 45 dias a contar da data audiência e que o valor da passagem deverá ser pago pela família de Eduardo. “Fico aliviada, pois não sei se onde ele está preso, se ele está com fome, com frio... Ele vai voltar para o Brasil... O que me deixa mais aliviada é saber que lá ele tem os irmãos dele, tem a nossa família... Creio que ele ficará bem e conseguirá trabalho. Ele tem um bom nível de inglês e trabalha com vídeo e edição. Quanto antes conseguirmos comprar a passagem, melhor”, afirma a mãe. Uma campanha foi criada por amigos de Eduardo no site Go Fund Me, para arrecadar o valor das custas com a advogada e agora também para comprar a passagem para deportação: https://www.gofundme.com/pqadv-ajude-o-eduardo-loch.

Por enquanto Nara não sabe como ficará a sua situação. “Como estou aqui faz 3 anos, eu não sei o que vão decidir. O ICE me disse que eu tenho 50% de chances de ficar. Eu estava focada em resolver as coisas para que meu filho fique bem, só saberei mais informações sobre o meu caso nos próximos dias”, finaliza.

Fonte: Brazilian Times