Publicado em 19/03/2017 às 10:08 PM

Mulher Melão é barrada em aeroporto e não pôde entrar nos EUA

Mulher Melão é barrada em aeroporto e não pôde entrar nos EUA

A cantora e modelo Mulher Melão não conseguiu entrar nos EUA A cantora e modelo Mulher Melão não conseguiu entrar nos EUA

Milhares de pessoas estão encontrando problemas para entrar nos Estados Unidos após Donald Trump assumir a presidência do país. Se antes já era complicado, com a aprovação de leis anti-imigração proposta pelo magnata, as coisas pioraram ainda mais. Até mesmo para os brasileiros as coisas estão difíceis e já tem gente voltando para a casa após serem barrados, como foi o caso da Mulher Melão.

Renata Frisson é conhecida em todo o Brasil como a Mulher Melão, uma cantora de funk e modelo no país. Ela estava ansiosa para curtir uns dias na terra do Tio Sam, mas tudo deu errado.

A cantora de funk tentava entrar nos EUA nesta quinta-feira (16) quando teve sérios problemas que a fizeram voltar para o Brasil sem nem sair do aeroporto. Com as leis anti-imigração de Donald Trump, o cerco foi apertando-se para diversas pessoas que procuram o país para viver ilegalmente. Não que a Mulher Melão procurasse isso, mas, um detalhe pode ter deixado as autoridades com dúvida sobre ela ao ser entrevistada no aeroporto em solo americano.

Donald Trump disse que ia monitorar as redes sociais de diversos imigrantes que chegam no país. Como os cantores do Brasil não fazem tanto sucesso nos EUA, ninguém conhecia a Mulher Melão.

Isso resultou em uma detenção para ela que teve que dormir em um quartinho da polícia local. Ela passou a noite toda por lá, porque não foi autorizada a entrar em solo americano. A cantora deve ter ficado traumatizada ao ser barrada nos EUA, pois ela nunca imaginava que isso poderia acontecer justamente com ela, alguém conhecido em todo o Brasil.

Mas, pode ser que a Mulher Melão tenha sido mandada de volta para casa por um motivo bastante claro nas novas leis de Trump. É que o presidente avisou que além de olhar os perfis nas redes sociais de pessoas que chegam nos EUA, alguns visitantes seriam entrevistados em inglês, e não falar a língua mais conhecida no mundo poderia implicar na deportação de qualquer pessoa que chegasse.

Segundo a artistas, ela recebeu um questionário em inglês e foi ai que se complicou, pois não soube responder e sua entrada foi barrada.

Fonte: Brazilian Times