Publicado em 07/04/2017 às 10:00 AM

Brasileiro é convidado a fazer imersão em programa de liderança nos EUA

A convite do “Bureau of educational and cultural affairs”, Francislei Henrique, presidente da Central Única de Favelas passará 20 dias nos EUA.

Francislei Henrique é presidente da Central Única de Favelas (CUFA). Francislei Henrique é presidente da Central Única de Favelas (CUFA).

A CUFA (Central Única das Favelas) é uma organização brasileira reconhecida internacionalmente pelas esferas políticas, sociais, esportivas e culturais. Foi criadaa partir da união entre jovens de várias favelas do Rio de Janeiro – principalmente negros – que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver.

A organização tem o rapper MV Bill como um de seus fundadores, este que já recebeu diversos prêmios devido à sua ativa participação no movimento Hip Hop. Em 2004, a UNESCO o premiou como uma das dez pessoas mais militantes no mundo na última década. Além dele, a CUFA conta com Nega Gizza, uma forte referência feminina no mundo do Rap, conhecida e respeitada por seu empenho e dedicação às causas sociais.

A convite do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Bureau of educational and cultural affairs, o Presidente Nacional da CUFA, o brasileiro Francislei Henrique, esta participando de uma importante imersão, que teve início da manhã de segunda-feira (03), e que terá duração de 20 dias. Com percurso em seis Estados norte americano, passando por: Washington (DC); Baltimore (Maryland); Chicago (Illinois); Kalamazoo (Michigan); Los Angeles (California) e por fim New Orleans (Louisana).

A imersão faz parte do Programa de Lideranças – Resolução de Conflitos Juvenis e Comunitários. Seu objetivo é conhecer trabalhos que contribuem para a diminuição da violência contra os jovens e, claro, compartilhar sua experiência de duas décadas como ativista social e cultural.

Fonte: Brazilian Times