Publicado em 10/04/2017 às 02:00 PM

Harvard reuniu Dilma e Moro em debate sobre Brasil

Um dos principais eventos sobre políticas públicas brasileiras, Brazil Conference Harvard MIT aconteceu no último final de semana em Boston.

Sérgio Moro foi entrevistado pelo também juiz federal Erik Navarro durante evento em Harvard. Sérgio Moro foi entrevistado pelo também juiz federal Erik Navarro durante evento em Harvard.

Importantes nomes da Política, Judiciário e Ministério Público brasileiros, incluindo alguns dos protagonistas da Operação Lava-Jato, estiveram em Boston para dois dias de debates sobre políticas públicas no Brasil. Realizado pelas universidades de Harvard e MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) a terceira edição do seminário Brazil Conference aconteceu nos dias 7 e 8 (sexta e sábado), com o tema “Diálogo que conecta”. Entre os principais nomes convidados, estavam a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e o juiz federal Sérgio Moro, além do procurador Deltan Dallagnol e ministros do Supremo Tribunal Federal.

Com uma plateia cheia, onde também se encontravam os petistas Fernando Haddad, Eduardo Suplicy e José Eduardo Cardozo e o ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, a ex-presidente discursou por pouco mais de uma hora, e chegou a afirmar que os atores do "golpe" subestimaram a crise política criada por eles mesmos e agora sofrem as consequências, com um governo altamente impopular e travado pela crise econômica. "A democracia é o lado certo da história e eu acredito no Brasil. Nós precisamos de eleições diretas. Só vamos retomar o desenvolvimento com eleições diretas”, afirmou. A presidente deposta encerrou sua participação com a frase: "Eu não tenho medo nem culpa".

Responsável por diversas decisões relativas à Operação Lava Jato em primeira instância, o Juiz Federal Sergio Moro disse durante o seu discurso, que o uso de caixa 2 em eleições é um crime contra a democracia. "Caixa 2 em eleições é trapaça, um crime contra a democracia", afirmou o magistrado ao elogiar a criminalização da prática nos termos propostos nas dez medidas contra a corrupção defendidas pelo MPF (Ministério Público Federal).

Fonte: Thas Partamian Victorello